Entenda a importância da localização da empresa

importância da localização da empresa

A localização do estabelecimento está diretamente ligada ao sucesso ou ao fracasso da sua empresa. Uma loja de calçados no endereço errado, por exemplo, corre mais o risco de ir à falência do que uma revenda instalada em um ponto frequentado pelo seu público-alvo.

A escolha do endereço é uma das mais importantes etapas do seu plano de negócios, tornando-se responsável pela longevidade do empreendimento. Continue a leitura para saber mais!

Pense no seu cliente

Pense no seu público-alvo. Este é o primeiro ponto a levar em consideração ao escolher a localização de uma empresa. O empreendedor precisa saber se os seus clientes frequentam aquele endereço e se o acesso é fácil. Eles vão de carro até a loja? Se a resposta for sim, será preciso providenciar estacionamento para clientes.

E há duas formas de fazer isso: alugando um imóvel com vagas de estacionamento ou firmando parceria com estacionamentos privados, desde que sejam próximos ao seu futuro empreendimento.

Especialistas dizem que o melhor ponto comercial é aquele que o cliente consegue ver. Por isso, evite imóveis em frente a pontos de ônibus e a qualquer estrutura que comprometa a visibilidade. Procure regiões seguras, bem iluminadas e visite o local em diferentes dias e horários para saber como é a movimentação em cada período.

Mais uma dica: procure o lado da rua onde há sombra à tarde, pois nesse horário, segundo o Sebrae, o movimento é maior.

importância da localização da empresa
Foto: Arnie Chou

Importância da localização da loja

O Sebrae, inclusive, montou um check-list do que é preciso analisar ao definir o endereço do seu negócio. Essas seis perguntas mostram a importância da localização da empresa e devem ser respondidas pelo empreendedor antes da assinatura de um contrato de locação.

  • Os clientes têm fácil acesso à loja?
  • Existe a venda por impulso? Aquela que o cliente compra ao visualizar o produto, mesmo que não esteja propenso a comprá-lo?
  • O fluxo de pedestres no local da loja é alto?
  • Qual a concentração de comércio na região? Há concorrentes nas proximidades?
  • É preciso ter estacionamento?
  • O meu cliente alvo tem acesso a este endereço?

Pesquise o preço do aluguel para saber se o valor pedido está dentro da média daquela região. Analise as condições do contrato e se o valor mensal é compatível com a sua capacidade de investimento.

No shopping x na rua

A principal vantagem de ter loja em shopping é a segurança. Também contam pontos favoráveis o amplo estacionamento, o conforto, a praticidade e as campanhas promocionais lançadas periodicamente pelos centros de compras em datas comemorativas.

Shoppings centers atraem muitos consumidores. Esse fluxo de pessoas é benéfico para o lojista, pois mesmo se o cliente não tenha se deslocado ao local para entrar especificamente na sua loja, a compra não programada pode acontecer.

As estatísticas também são favoráveis: o país tem 571 shoppings frequentados por cerca de 463,26 milhões de pessoas por mês. A expectativa da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) é de que 23 centros de compras sejam abertos em 2018.

A lista de desvantagens começa pelo alto valor do aluguel do espaço. A taxa de condomínio geralmente é elevada, há cobrança de fundo de promoção e regras de funcionamento.

importância da localização da empresaNo comércio de rua, os aluguéis são mais baratos do que em shoppings, e o lojista faz a gestão e a divulgação da empresa da maneira que preferir. Os pontos negativos são dificuldade para estacionar e falta de segurança.

Regras de instalação

Antes de definir a localização da sua futura empresa, vá até a prefeitura para saber se na região escolhida é permitido abrir um empreendimento como o seu.

Imagine se o contrato com o locatário é assinado antes dessa consulta e você acaba descobrindo que o endereço tem algum impedimento para a abertura da empresa? Problema na certa!

Consulte o Plano Diretor da sua cidade. Neste documento, estarão especificados, por bairro, quais são os eixos residenciais, comerciais, mistos e industriais. Atividades de alto impacto, como fábricas, são alocadas em parques industriais mais afastados. Já alguns serviços, de baixo impacto, podem conviver em harmonia com áreas residenciais.

Sempre que uma empresa se instala em um ponto, há impactos urbanísticos, como aumento do trânsito de veículos, de ruído, de pessoas e de geração de resíduos.

O Plano Diretor faz a gestão do território de um município com o objetivo de evitar conflitos entre atividades comerciais/industriais e unidades residenciais; por isso, há regras.

importância da localização da empresa
Foto: Kaique Rocha

Bairro x Centro

A vez dos bairros é agora! Cidades de médio e grande porte estão expandindo as áreas periféricas. Surgem novos loteamentos e os mais recentes vivem um forte processo de ocupação. E esse movimento dá vida nova aos bairros, que deixam de ser simplesmente dormitórios para se transformarem em regiões comerciais.

É este o cenário que os empreendedores devem ter em mente ao escolher um ponto comercial. Alguns negócios, por exemplo, se encaixam melhor em um bairro recém-loteado ou em crescimento do que no Centro, que já está saturado.

A perda de força do Centro na atração de estabelecimentos comerciais está constatada em pesquisas. Entre as explicações, estão o trânsito complicado e seus congestionamentos e a pequena quantidade de vagas de estacionamento.

Antes de assinar o contrato, pesquise e esteja ciente de todas as restrições e obrigatoriedades da locação.

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password