Vendas no Natal no varejo calçadista: 19 dicas para faturar mais

vendas no natal

O Natal é a data mais importante do ano para o comércio. A busca por presentes aquece as vendas e pode gerar muito lucro para sua loja. No entanto, é preciso se perguntar: seu comércio está preparado para aumentar as vendas nesse período? 

Leia nosso post até o fim e confira 19 dicas para que o período de Natal seja lucrativo para a sua loja!

 

1. Use a Black Friday como termômetro

Se você entrou na Black Friday, a data é um ótimo termômetro para saber quais peças saíram mais, que tipo de desconto funcionou, qual estratégia deu certo.

Portanto, se você acertou na Black, suas chances de acertar no Natal são maiores. Mas não se preocupe. Caso a Black Friday não tenha dado tão certo, é hora de rever as ações implementadas e mudar para atrair mais consumidores e ter mais lucro no Natal.

Claro que o estilo e até a agressividade nos descontos são diferentes entre a Black Friday e o Natal, até porque na Black ninguém é estimulado a dar presentes para familiares e amigos.

Já no Natal, o costume é intrínseco e todos procuram ao menos uma lembrancinha para dar às pessoas queridas. Isso significa que as vendas vão aumentar.

Portanto, mesmo se você acertou na Black, analise em que pode melhorar ainda mais no Natal com essa mudança de perfil de venda e de consumidor.

 

2. Adapte a loja às normas contra o Coronavírus

Uma diferença crucial para o Natal do ano passado foi o surgimento da pandemia de Coronavírus. Por isso, é preciso estar atento e obedecer às normas para receber os clientes.

As medidas para impedir a transmissão da Covid-19 que se aplicam ao comércio, aos colaboradores e clientes incluem:

  • Lavagem das mãos com água e sabão ou desinfetante para as mãos à base de álcool
  • Higiene respiratória (uso obrigatório e correto da máscara, cobrindo o nariz e a boca até o queixo)
  • Distanciamento físico de pelo menos 1,5 metro ou mais (de acordo com as recomendações nacionais)
  • Limpeza e desinfecção regular do ambiente (com atenção especial a maçanetas e lugares com grande volume de toque)
  • Ter álcool em gel disponível em diversos locais do estabelecimento, principalmente nas entradas para o uso de todos, tanto para entrar quanto sair
  • Evitar o contato físico. 

Evite tocar nos olhos, boca e nariz. Higienize as alças dos carrinhos de compras ou cestas com frequência. Lave bem as mãos depois de manusear e armazenar os produtos.

Outras normas para as lojas são: controle de entrada dos clientes conforme o tamanho do estabelecimento; marcações no chão para orientar o distanciamento nas filas e obrigatoriedade do uso de equipamentos de proteção individual.

Mulher com máscara mantendo o distanciamento de outra mulher
O distanciamento de no mínimo 1,5m deve ser respeitado no comércio para as vendas no Natal. Foto: Kate Trifo

Em lojas de calçados serão fornecidas meias descartáveis para prova de calçados e marcadores de piso para manutenção do distanciamento social. Bancos comuns nestes estabelecimentos precisam de higienização com frequência.

Mantenha o ambiente de trabalho com ventilação adequada, sempre que possível, deixando portas e janelas abertas e não permitindo que pessoas com qualquer sintoma gripal (tosse, febre, coriza, falta de ar) permaneça no interior do estabelecimento.

 

3. Venda pela internet

Já que as experiências de compra na vida real podem diminuir bastante por causa da pandemia, é normal que seus clientes busquem novos conteúdos nas redes sociais. Essa é uma grande chance para você criar ou melhorar o seu perfil para gerar engajamento com o público.

Use a criatividade e invista em conteúdos diversos, como um showroom virtual de produtos ou sessões de perguntas e respostas. Experimente! O que vale é estabelecer novas formas de conexão com os clientes.

Mulher segurando um celular aberto em uma página do Instagram
O Instagram é uma ferramenta poderosa para mostrar seu produto e atrair clientes para o seu negócio. Foto: Georgia de Lotz

Venda pelo Instagram

O Instagram é um ótimo meio de atrair clientes e gerar vendas. Seu conteúdo preza por fotos com qualidade e um feed bem organizado para mostrar credibilidade de marca.

Portanto, para conseguir mais seguidores e engajamento com sua loja, construa um feed visualmente cativante e use os Stories em anúncios, seja no formato de imagem ou vídeo. 

 

Use anúncios de retargeting para atingir clientes em potencial

A plataforma de publicidade do Facebook é um recurso excelente para lojistas que querem anunciar apenas para um grupo seleto de usuários – ainda mais se esse grupo for composto por clientes que já compraram na loja e/ou usuários que seguem o perfil nas redes sociais.

No entanto, também é possível criar um público personalizado usando uma lista de e-mails dos seus clientes fidelizados. Assim, você pode anunciar e promover algumas ofertas exclusivas do Natal nestes posts.

 

4. Forneça frete gratuito

Se você faz vendas pela internet e tem condições de fornecer frete gratuito para o Natal, considere essa possibilidade. Muitas pessoas deixam de comprar produtos pelo alto preço do frete.

Outra ideia é vender online e o cliente retirar o produto na loja, barateando assim o custo de entrega. Só não se esqueça de tomar as medidas necessárias para prevenir a saúde de todos os envolvidos. 

 

5. Faça reserva de produtos

Seja online ou na loja física, trabalhe com a reserva de produtos. Peça para o cliente deixar reservado os produtos que deseja comprar e que estão em alta demanda. Para realizar a reserva, basta fazer um depósito parcial do valor do produto ou o valor inteiro.

Como o momento não é simples para comércios físicos, vale tentar essa prática. Desse jeito, a venda é garantida e menos pessoas circularão no comércio no Natal.

 

6. Estabeleça uma meta

O primeiro passo é definir um objetivo principal para o período de Natal, que pode ser o aumento do número de cadastros, do faturamento ou da quantidade de produtos vendidos, por exemplo.

Com base nos dados dos meses anteriores, estabeleça os números que você quer alcançar, e a partir daí comece a traçar suas estratégias. 

As metas são um termômetro importante para medir a eficiência das suas ações. Observando esses índices diariamente, você poderá adaptar as estratégias para alcançar o objetivo final.

Ademais, você também pode premiar os funcionários ou equipes que mais cooperarem para alcançar esse índices com prêmios ou bonificações em dinheiro. Além de ser uma ótima medida para o marketing interno, as metas servirão como motivação para o time.

Uma dica é conferir os dados de vendas do ano anterior para ter uma base neste ano. No entanto, com a pandemia de Covid-19, ter essas dados como base pode não ser tão animador assim, já que a população está retomando aos poucos seu poder de compra, mas há muita gente ainda desempregada.

A propensão é de queda nas vendas em relação a 2019, mas você pode usar os dados para entender esse movimento e, com base no novo cenário, criar novas estratégias para sua loja.

 

7. Faça uma decoração temática

Uma decoração temática é capaz de criar uma conexão instantânea com o público, já que o Natal é uma representação conhecida por todos e costuma remeter a momentos felizes e de comunhão.

Além disso, é um fator que chama a atenção dos clientes, especialmente na vitrine, e que pode influenciar na decisão de compra. Seja criativo! Utilize materiais diferentes e técnicas de iluminação para criar uma atmosfera com a cara da sua loja.

Menino vendo uma vitrine decorada para o Natal
Uma decoração temática chama a atenção do público.

8. Implemente promoções

Para incentivar clientes a comprarem em sua loja, implemente boas promoções. Uma estratégia é oferecer descontos progressivos, como “uma peça 10%, duas peças 15%”, ou “leve 3 pague 2”, que servem como gatilho para que os clientes comprem um volume maior de produtos.

Outra opção é oferecer brindes. Ao comprar um par de sapatos, que tal oferecer de presente um par de meias para o cliente? Pode parecer algo pequeno, mas que pode servir como motivação para as pessoas comprarem.

 

9. Utilize gatilhos de venda

“Últimas peças”, “Produto com 30% de desconto até as 19h”, “Promoção de 20% nos tênis acaba em 30 minutos”. Assim como na Black Friday (só que com menos agressividade), dá para usar muito os gatilhos de urgência e escassez, focando na limitação de estoque disponível e no tempo limite de um desconto para determinada peça.

Os gatilhos são técnicas de vendas eficazes comprovadas, mas é preciso saber usá-las para não perder a credibilidade com o consumidor.

 

10. Programe sorteios

Outra forma de convencer os clientes a comprarem mais produtos é programando sorteios. A dinâmica mais comum e fácil de executar é estabelecer um valor em compras para trocar por cupons.

Como prêmio, você pode tanto escolher um vale-presentes para o seu próprio comércio, outros itens ou até experiências, como viagens, ingressos para cinema ou shows e sessões de massagem.

 

11. Cadastre os clientes

Utilize esse período para cadastrar os clientes que vierem até a sua loja, com a intenção de fazê-los voltar futuramente. Peça dados simples, como número de celular, e-mail e data de aniversário.

Após alguns dias, mande mensagens perguntando como foi a experiência de compra, pedindo sugestões e avisando a respeito de promoções futuras. Em datas comemorativas, envie felicitações. 

 

12. Capacite os vendedores

Para receber um fluxo maior de pessoas, é fundamental que os vendedores estejam bem treinados, oferecendo um atendimento de qualidade.

O primeiro ponto importante é que haja agilidade. Instrua os vendedores a ficarem atentos à entrada de clientes na loja e atendê-los rapidamente, para que o serviço acompanhe o fluxo de pessoas.

Instrua a equipe sobre os produtos. Faça um treinamento com os colaboradores, explicando as especificações de alguns itens, especialmente os lançamentos e os com maior saída. 

Uma saída muito recorrente nesta época é contratar mais vendedores para as lojas, nem que seja de forma temporária. Caso tenha isso em mente, não esqueça de contratá-los em um período antes do Natal.

Assim, você poderá treiná-los para eles chegarem bem preparados quando o fluxo de pessoas e as vendas aumentarem. Não coloque um funcionário novo e inexperiente de cara na correria que é a venda de Natal.

Dica extra: Bonifique os colaboradores que participarem do treinamento como forma de reconhecimento e de motivação para o período de fim de ano.

Pessoas de frente sentadas olhando a professora
Um vendedor capacitado terá mais segurança e propriedade para vender os produtos do seu comércio.

13. Invista em marketing

Não adianta preparar sua loja se o público não souber disso. Por isso, invista em estratégias de marketing para divulgar seu comércio e atrair os clientes.

Aproveite este momento para reavaliar os seus gastos com marketing e publicidade, e verifique se é possível otimizar a mensagem da loja nas redes sociais.

A sua página na rede social será a vitrine da sua loja para muita gente. Portanto capriche! Uma boa ideia é tentar transmitir um pouco da experiência de compra para as páginas e os conteúdos criados nas plataformas sociais.

Faça publicações de ofertas no Facebook e Instagram. Pelo WhatsApp, convide clientes antigos para visitar a loja e conferir suas promoções.

Outra forma de divulgação é atraindo a atenção da população do seu bairro ou cidade. Anuncie em rádios e televisões localmente relevantes, e faça panfletagem em pontos estratégicos.

 

14. Facilite a forma de pagamento

A facilidade para pagar também pode motivar as pessoas a comprarem. É muito importante que sua loja de calçados aceite diferentes formas de pagamento, como dinheiro e cartões de crédito e débito.

Uma novidade que pode facilitar muito as vendas é o Pix, sistema de pagamentos e transferências instantâneas que até às vendas no Natal será conhecido do público. Melhor ainda para esses tempos em que o contato físico está limitado, já que com essa ferramenta o pagamento será feito pelo celular ou pelo sistema de aproximação.

Outra vantagem é poder receber com tranquilidade pelas vendas feitas online. Portanto, entre em contato com seu banco para cadastrar sua chave (método de identificação da sua empresa para receber os pagamentos e transferências) e veja como usar o Pix no seu negócio.

Para recebimentos em dinheiro, é muito importante que a loja sempre tenha troco disponível. De tempos em tempos, verifique o caixa e, se necessário, troque as notas maiores em estabelecimentos vizinhos.

Para os cartões, certifique-se que suas maquininhas aceitam a maior quantidade de bandeiras possível. As condições de parcelamento também são muito importantes, por isso, ofereça vendas a prazo no maior número de vezes sem juros.

Mulher recebendo pagamento na maquininha por aproximação
Disponibilize opções e flexibilidade de pagamento para seus clientes.

15. Separe sugestões de presente

Na época de Natal, é natural que muitas pessoas entrem nas lojas buscando presentes para amigos e familiares, porém muitas vezes não sabem o que comprar. Para facilitar essa decisão, separe alguns produtos e deixe expostos como sugestões de presente. 

Instrua os vendedores a oferecer esses itens a clientes indecisos. Caso estejam interessados em mais de um presente, ofereça descontos progressivos para que eles continuem comprando na sua loja.

 

16. Observe a concorrência

Para se destacar da concorrência, faça uma pesquisa sobre suas estratégias para o mesmo período. Vá até outras lojas e utilize as redes sociais para observar como é o atendimento, a decoração, os descontos e as promoções. 

 

17. Estenda o horário de atendimento

Durante o ano, o comércio costuma funcionar somente em horário comercial, o que dificulta o acesso de pessoas que trabalham no mesmo período. Para o Natal, programe-se para estender o expediente em algumas horas para que um maior número de clientes possa visitar sua loja.

Não se esqueça de conversar com a sua equipe antes, preparar uma escala e pagar as horas-extras necessárias.

 

18. Reformule a sua política de trocas e devoluções 

Voltamos aqui à sensibilidade durante um momento delicado que é a pandemia. Nestas situações, quem mostra empatia por seu cliente sai na frente da concorrência. Com a restrição do comércio em relação ao número de pessoas no ambiente, as políticas de troca e devolução de produtos precisam ser revistas para que os presentes de Natal cumpram sua principal função: trazer alegria para quem recebe.

Ao ampliar o prazo de trocas ou mesmo suspender os prazos normalmente instaurados para a devolução, você ajuda a aliviar a sensação de incerteza dos clientes e, ao mesmo tempo, incentiva novas compras.

Não se esqueça de informar aos clientes a respeito dessas regras!

 

19. Prepare o estoque

Como você está se preparando para aumentar o número de vendas no Natal, é natural que precise de um estoque maior. Por isso, com base nos números dos meses anteriores e no crescimento esperado para o ano, calcule a quantidade de itens necessários.

Dê atenção especial a produtos com muita saída, que costumam se esgotar rápido em outras lojas. Se seu estoque estiver preparado, você sairá na frente da concorrência.

Uma excelente opção para abastecer o estoque neste Natal é a Wilson Atacado! São centenas de produtos de grandes marcas do mercado, como Havaianas, Ferracini, Moleca e Olympikus. Confira clicando no banner abaixo!

Banner para abastecer o estoque para as vendas no Natal com dois calçados infantis

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password