Como definir público-alvo para loja de calçados?

Vitrine com tênis e sapatos

Trabalhar com público-alvo proporciona diversas vantagens para lojas de calçados, e uma delas é o direcionamento do trabalho para um grupo específico, gerando mais resultados e assertividade. Entretanto, às vezes, é um pouco difícil definir e entender quem são essas pessoas e como fazer para deixar isso bem delimitado.

Se você é desses que se pergunta como definir o público-alvo, continue a leitura deste artigo. Iremos explicar melhor o conceito, dar dicas de como fazer essa definição e explicar quais as vantagens de trabalhar com essa estratégia. Ao fim do texto, deixamos um bônus de informação! 

 

O que é público-alvo?

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre público-alvo, certo? Mas se ainda não sabe bem qual o conceito, nós vamos te explicar.

Público-alvo é um grupo específico de pessoas que são o foco da sua loja de calçados e ações de marketing. Você já percebeu que existe uma parcela de consumidores que frequentam o seu comércio e têm um perfil semelhante?

É porque eles são o seu público-alvo. Quando pensamos em marketing, “abraçar o mundo” é algo que não cai muito bem, pois você acaba gastando todos os seus esforços e investimentos com pessoas que talvez nunca irão comprar calçados em sua loja.

Por exemplo, não faz sentido tentar divulgar produtos para homens que procuram tênis de corrida se o público da sua loja é feminino, certo? É por isso que é tão importante aprender como definir público-alvo.

E já que citamos um exemplo, vamos dar outro:

Imagine que a sua loja é focada no público feminino. Portanto, o seu perfil de clientes poderia ser mulheres de 18 a 55 anos, moradoras da cidade de São Paulo e que gostam de calçados que seguem a tendência de moda. 

Percebeu? Se você tem essas informações, é muito mais fácil divulgar conteúdo, não é mesmo? Se torna simples selecionar imagens, a linguagem que você irá usar, o jeito de abordar as clientes na loja ou até mesmo de organizar os calçados e a vitrine.

 

Como definir público-alvo

Ok, agora o conceito está definido e você deve estar se perguntando “mas como eu descubro quem é o perfil de clientes que visita a minha loja ou quem eu desejo atingir?”. Fique tranquilo, pois separamos dicas que vão te ajudar. 

 

1. Entenda quem são essas pessoas

Vamos começar pelo básico: entender quem são eles. Onde moram, qual a faixa etária, renda, estado civil, se têm filhos, nível de escolaridade, enfim, esses são alguns pontos que você pode considerar para conhecer melhor o seu público-alvo.

Existem dois espaços que podem ajudar muito a perceber o perfil desses clientes: as redes sociais e a sua loja física ou e-commerce.

Se você acessar as suas redes sociais, poderá analisar quem são as pessoas que  comentam, curtem, seguem e compartilham. Provavelmente, essas pessoas se identificam com o seu conteúdo e possuem interesse no seu produto. 

Uma ideia que pode ajudar durante as análises é preencher uma planilha. Como falamos no primeiro parágrafo deste tópico, há algumas informações que ajudam a definir o público-alvo, certo? Faça uma planilha com essas informações a partir dos perfis que você olhou.

E claro, como nem todos os seus clientes vão estar nas redes sociais, fique atento ao atendimento presencial.

Por exemplo, mesmo que alguém compre apenas uma vez, você já pode considerar um público-alvo, assim como aquele cliente que sempre volta. Observe essas pessoas e veja quem são elas. É bem provável que você e o seu time já tenham uma ideia! 

Se a sua loja é virtual, você pode também dar uma olhada nos cadastros feitos em seu e-commerce para ter mais informações.

Homem olhando um sapatênis que acabou de tirar da caixa
Aprender como definir público-alvo é essencial para criar boas estratégias para atingir o cliente ideal.

2. Compreenda as dificuldades, objetivos e necessidades

Além de entender quem são essas pessoas, a nossa dica é compreender as suas dificuldades, objetivos e necessidades. Afinal, isso muda muito de acordo com o grupo de pessoas!

Vamos dar um exemplo bem prático: imagine que a maioria dos seus clientes são idosos. Essas pessoas têm necessidades específicas de calçados. Um idoso com artrose nos pés não conseguirá usar qualquer tipo de sapato, o objetivo dele é encontrar algo mais largo.

Afinal, a dificuldade do idoso com artrose é calçar sapatos que apertem muito os dedos ou não fiquem confortáveis. 

Entendeu? Se esse é o seu público-alvo, não tem como vender sandálias apertadas ou sapatos de bico fino. É preciso analisar esse aspecto para estar alinhado ao seu perfil de clientes.

 

3. Conheça bem o seu produto

Se tem uma coisa que todo gestor de loja faz é analisar o estoque, certo? Quem trabalha com o ramo de calçados no varejo sabe que sempre tem aquele sapato que sai mais que o outro, ou aquele tênis que todo mundo quer. 

Quando você começa a sentir essas buscas, entende também como o seu produto está ligado ao público-alvo. Mais uma vez, o segredo é compreender as necessidades do cliente.

Se sapatos sociais são produtos com alta procura em sua loja, temos aí uma informação! Homens, provavelmente mais velhos e com trabalhos mais formais.

Portanto, conheça o seu produto, o que ele pode oferecer, quais as características dele. Sem dúvidas, é um conhecimento que mostra muito sobre o seu público-alvo.

Sapatos de várias cores alinhados na transversal
Conhecer bem o seu produto também é uma ótima forma de atrair clientes para a loja de calçados.

4. Entenda o seu nicho

Provavelmente você já conhece muito sobre venda de calçados no varejo. Mas o quanto sabe do seu nicho?

Nicho é um grupo específico do seu mercado. Por exemplo, uma loja de calçados para bebês ou para meninas.

Portanto, vale a pena estudar mais a fundo esse universo. Veja o que as marcas de calçado fazem em suas redes sociais, como se comunicam, o que as pessoas gostam de ver. 

 

Vantagens de definir o público-alvo

Agora que você já sabe como definir público-alvo, vamos listar quais as vantagens de trabalhar com essa estratégia:

  • Facilidade em identificar oportunidades
  • Produção de conteúdo qualificado
  • Linguagem ideal para utilizar no seu e-commerce, loja ou redes sociais
  • Assertividade em campanhas 
  • Custos com campanhas bem investidos

 

Bônus: qual a diferença entre buyer persona e público-alvo?

Público-alvo e persona são dois conceitos que podem ser facilmente confundidos. A buyer persona é um consumidor fictício que representa quem seriam os potenciais clientes. Ele tem nome, preferências, dores, hobbies, satisfações, enfim, apresenta algo muito mais aprofundado e que facilita ainda mais a criação de conteúdo e suas decisões. 

Vamos olhar os exemplos e entender melhor:

  • Público-alvo: homens de 23 a 56 de idade, moradores de São José do Rio Preto, que trabalham e gostam de tênis;
  • Buyer persona: João, 25 anos, formado em publicidade, designer, gosta de praticar judô e assistir filmes, o seu calçado favorito é um tênis azul-marinho sem cadarço e busca por conforto e bom preço. 

 

Percebeu a diferença? Público-alvo é mais abrangente, enquanto a buyer persona cria algo mais detalhado. 

Agora que já sabe como definir o público-alvo, você deve estar cheio de ideias para pôr em prática e começar a trabalhar uma estratégia com público-alvo para o seu comércio de calçados.

Aproveite e inscreva-se em nossa newsletter para receber em primeira mão dicas para a sua loja!

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password